domingo, 26 de setembro, 2021
25 °c
Anapolis

Opinião

A opinião dos nossos colunistas sobre os mais variados temas.

Império do terror

Os brasileiros não sabem mais o que fazer para se livrarem de tanta violência. Como se não bastasse serem vítimas em potencial de bandidos que aterrorizam a sociedade com os mais diferentes modos de agressividade, indo desde simples furtos, até covardes assassinatos, uma nova realidade está se verificando: a agressividade policial. Justamente aqueles que recebem seus salários com o dinheiro...

Inverno agitado

Provando que com criatividade, boa vontade e, sobretudo competência, é possível se chegar a grandes realizações. Anápolis vive, intensamente, neste final de semana, a Segunda Edição do Festival de Inverno. Não se pode dizer que o evento do ano passado tenha sido, digamos, despretensioso. Muito pelo contrário. Ele serviu de base para projetar o Festival de 2005, que promete, e...

Jornalismo do bem

Desde que foi concebido, o Contexto se propôs a fazer o jornalismo do bem. Temos em mente, e esse é o propósito básico, que precisamos energizar a construção de Anápolis, cada segmento dentro do que lhe é atinente. O industrial otimizando sua indústria; o comerciante melhorando sua proposta; o profissional liberal atuando dentro da ética e do bom relacionamento; o...

Lição de casa

Enquanto anapolinos, precisamos fazer a lição de casa, no que concerne à nova ordenação política que se alardeia por todos os cantos de Goiás. Que lição de casa é essa? É aquela em que necessitamos aprender, se já não aprendemos, que para se ser respeitado, antes de tudo, deve-se dar ao respeito. Ou seja: uma cidade que não é forte...

Ligações perigosas

No decorrer do tempo, a ciência e a tecnologia trouxeram ao homem, facilidades incontáveis, abreviando e otimizando as relações, bem como agilizando procedimentos indispensáveis para uma boa qualidade de vida. Dos avanços mais espetaculares, indiscutivelmente, a comunicação ocupa o primeiro lugar. Hoje falamos com facilidade para qualquer parte do mundo. Também, somos vistos e vemos, através da aparelhagem moderna, dirigida...

Monocultura. É bom?

De repente, parece que todo mundo vai plantar cana no Brasil. É a perspectiva de vender em iene (para os japoneses) e em dólar (para os americanos), o álcool cantado em prosa e verso há mais de duas décadas no País. Sem contar a febre do biodiesel, que está tomando conta de todos. Os “japas” e os “gringos” já mandaram...

Monoculturas

Os mais antigos se lembram, perfeitamente, da quebradeira que aconteceu no Brasil nos chamados ciclos de monocultura. Na década de 40, quando da Segunda Guerra Mundial, o País inteiro se voltou para o plantio da seringueira, pois tudo, ou quase tudo, que se produzia, era vendido “lá fora” a preços extraordinários. Acabou a Guerra, acabou o alto consumo de borracha...

Não basta se indignar…

Volta e meia a Rede Globo sacode o Brasil com um tema dramático. Domingo passado (19) mesmo, foi um dia assim. A história (e que história) dos meninos envolvidos com o tráfico no Rio de Janeiro, é por demais conhecida. Aliás, nem é preciso assistir à Globo e nem é preciso que se vá ao Rio de Janeiro para ver...

Não precisava ser assim

Talvez, possa ser que, a explicação esteja na frágil representatividade política, mas o certo é que nos últimos tempos, Anápolis vem sendo refém dos governos estaduais, que condicionam apoios eleitorais, à liberação de recursos, muitos deles de direito da sociedade anapolina. Coincidência ou não, sempre que se avizinha uma disputa política, os prefeitos são submetidos a uma espécie de “paredão”....

Não, aos medíocres!

“Quando os homens de boa vontade, os ungidos por Deus para a prática da honestidade, para a prática do bem social, para a prática da boa política se omitem, eles estão dando permissão para que os medíocres ocupem os seus lugares”. Durante muito tempo guardei esta frase na memória. Ouvi-a de um dos mais respeitados políticos que Anápolis já produziu....

Não, aos medíocres!

“Quando os homens de boa vontade, os ungidos por Deus para a prática da honestidade, para o exercício do bem social, para a técnica da boa política se omitem, eles dão permissão para que os medíocres, insensatos e incompetentes ocupem os seus lugares”. Durante muito tempo guardei esta frase na memória. Ouvi-a de um dos mais respeitados políticos que Anápolis...

Nossas crianças

Quem está cuidando das nossas crianças? Esta é a pergunta que ecoa pelo país afora sem encontrar resposta. Seriam os professores, que também são reféns da violência que chegou às escolas? Seriam os religiosos, muitos deles envolvidos em casos de taras sexuais? Seriam as babás, que invariavelmente são filmadas espancando e torturando indefesas criaturas? Seria o motorista que as leva,...

Nosso carro, nosso ídolo

Estarrecida, a população de Anápolis convive há alguns dias com a história do homem que perseguiu e atirou contra um casal de namorados, atingindo a cabeça da moça. Motivo: o carro que o rapaz dirigia, esbarrou no carro do atirador. Resultado: a tragédia, a dor, a indignação e de resto uma pergunta: será que ele vai pagar pelo ato criminoso?...

O brilho que falta

Os municípios brasileiros, sem exceção, passam por um período de muitas dificuldades no campo financeiro. A culpa é atribuída ao que estabeleceu a Constituição de 1988, que tirou poderes e aumentou responsabilidades às prefeituras. O dinheiro vai para os cofres federais e estaduais. Volta, em minguadas somas, muitas das vezes injustas, tendo em vista o que os municípios geram. Anápolis...

O Brother nacional

O Brasil está parado. Todo mundo quer mesmo é ver quem será o vencedor do Big Brother, o “grande irmão”, programa que, há anos, virou mania nacional e que, atualmente, tem ocupado a maior parte do tempo, o maior espaço nos veículos de comunicação e o maior motivo de discussões em todo o território nacional. Embora seja um programa da...

O centro de Anápolis

A iniciativa ainda que um pouco tímida da Prefeitura de Anápolis em reordenar o trânsito na região central, já é um bom começo. Do jeito que está não pode ficar. Todo mês, nada menos que 500 veículos são acrescidos à frota que roda por aí. Já são quase 140 mil veículos, que ainda têm de disputar espaço com carroças, catadores...

O cinismo ilimitado

Ninguém pode medir a capacidade da mente humana. Tanto para o bem, quanto para o mal. Quando é para o mal, certamente que há agravantes imponderáveis, inimagináveis. É de difícil compreensão, também a que ponto pode chegar o cinismo de muitas pessoas. São os chamados “caras-de-pau”, aqueles que não têm senso do ridículo, que passam recibo de dissimulados, beirando, muitas...

O descobrimento de Anápolis

Anápolis tem o seu dia de fundação, claro. É 31 de julho de 1907, quando passou da categoria de vila, para a condição de cidade. Fato muito importante para aquele começo de século vinte. Era o desabrochar de um novo tempo, de uma nova proposta de povoação, de aproveitamento dos recursos naturais, do extrativismo, da pecuária, das lavouras então emergentes....

O dever de cada um

Eleição é coisa séria. Mais séria do que muita gente imagina. Independentemente para que seja, ela é fundamental a fim de que a vontade de maioria se expresse, criando-se a elementar idéia de que a democracia nasce, e cresce, a partir da prevalência do desejo da parte numericamente mais consistente. Pode ser injusto às vezes, mas ainda não se encontrou...

O dito, pelo não dito

Fizeram o povo brasileiro de bobo. Mais uma vez. Foram horas e horas em frente à televisão. Centenas, milhares de páginas de jornais, revistas, ouvindo rádio, discutindo, comentando e analisando os escândalos (os mais recentes) nacionais. Gente que foi para a frente das câmaras pregar a moralidade e a ética. Gente que jurou aplicar a lei “doesse em quem doesse”....

O fantasma do Brasil

Muitos países têm o seu fantasma. A França criou o “Fantasma da Ópera”, enquanto a Transilvânia (hoje Romênia), se notabilizou com o Drácula. O Brasil, também, tem o seu fantasma. O nome dele é desemprego. Pesquisas apontam que esse danado é o terror do brasileiro. Os números, como os fantasmas, assustam. Os trabalhadores que não têm carteira assinada ultrapassam os...

O fantasma do Brasil

Muitos países têm o seu fantasma. A França criou o “Fantasma da Ópera”, enquanto a Transilvânia (hoje Romênia), se notabilizou com o Drácula. O Brasil, também, tem o seu fantasma. O nome dele é desemprego. Pesquisas apontam que esse danado é o terror do brasileiro. Os números, como os fantasmas, assustam. Os trabalhadores que não têm carteira assinada ultrapassam os...

O futuro prefeito

O futuro prefeito de Anápolis, que será escolhido em outubro, vai encontrar pela frente, muitos desafios de uma cidade, agora, centenária. A começar pela própria Prefeitura. Uma máquina administrativa onde estão alojados, aproximadamente, cinco mil trabalhadores, somadas as administrações direta e indireta. É gente precisando ganhar melhores salários, ter qualificação para atender melhor ao público, e, acima de tudo, entender...

O grande irmão

De repente, no Brasil não se fala em outra coisa, não se cuida de outra coisa. O assunto, em todas as rodas de todas as camadas sociais, é a oitava edição do Big Brother Brasil, artifício que a Rede Globo, com muita eficiência, tem utilizado para entorpecer a mente da quase totalidade dos habitantes tupiniquins. Exageros à parte, o certo...

O império do crime

Vergonhosamente o Brasil está se transformando no império dos criminosos, dos malfeitores, dos bandidos. Até que ponto isso vai chegar, ninguém sabe. A última bravata foi o seqüestro de dois repórteres da Rede Globo. E, mesmo quando a poderosa “vênus platinada” ainda não havia digerido o assassinato, cruel, frio e sanguinário de outro profissional de sua equipe, o repórter Tim...

O país da embromação

Lamentável dizer, mas é verdade. Vivemos no país da embromação, onde a máxima é “não deixe para amanhã, o que se pode fazer depois de amanhã”. O pior de tudo é que estamos nos habituando a isso. Já se tornou comum, irmos ao médico, seja pelo SUS, seja pelo plano mais caro que existe, e termos de esperar duas, três...

O prazer da satisfação

Admitimos que não é fácil fazer jornal no Brasil. Ainda mais, fazer jornal no interior, onde, infelizmente, grande parte da população não tem acesso à informação impressa e, quando a tem, sente dificuldades em assimilar. Primeiro pela qualidade duvidosa de muitas dessas publicações. Depois, pela, ainda, frágil performance cultural de uma considerável parcela do nosso povo. Mesmo assim, ainda há...

O problemático trânsito de Anápolis

Já está passando da hora de se realizar um estudo mais aprofundado e sério para a implantação de um sistema racional de escoamento do trânsito urbano em Anápolis. A cada dia que passa, cerca de 30 novos veículos entram para a circulação nas ruas da cidade, que, por sua concepção original, não tendo seu traçado planejado, dificulta, ainda mais, o...

O que estamos esperando?

Estamos perdendo a nossa capacidade de amar! Lamentavelmente... Não sei se é por conta da corrida do dia-a-dia, ou se estamos, de fato, sendo escravizados pelas obrigações materiais que insistem em afastar nossos corações de outros corações. O certo é que estamos frios. Cada vez mais frios, cada vez mais distantes daqueles que nos são caros... Não temos mais a...

O que temos pra mostrar?

Ano que vem Anápolis completa seu primeiro centenário. Pode-se dizer que é uma jovem cidade. Há, em Goiás, dezenas de municípios bem mais antigos que Anápolis. Nenhum deles, entretanto, com a força sócio/econômica e cultural que emana desta cidade de quase um século. É uma bela história, contada com a saga de muitas famílias, gente que acreditou, e acredita, nesta...

Página 82 de 83 1 81 82 83

Seja bem-vindo(a)!

Entre em sua conta abaixo

Crie sua conta :)

Preencha o formulário para se registrar

*Ao se registrar em nosso site você aceita as nossas Políticas de Privacidade e Uso.

Recupere sua senha

Por favor insira seu Usuário ou Email para recuperar a sua senha